Elas

                    Página aberta

                                                              

 

 

 

      

 

      Quinta e Santos - Patrocina a Equipa Sénior Masculina

 

 

 

 

1. Futebol Feminino

2. Equipa de Futebol Feminino da A.R.C. da Várzea

 

 

1.

O futebol também se joga, e cada vez mais, no feminino. O aumento do número de praticantes no nosso país, levou a Federação Portuguesa de Futebol, na temporada 1985/86, a avançar para a organização de uma prova de âmbito nacional destinada a mulheres. Actualmente, são já três as competições de Futebol Feminino existentes, nomeadamente a I e II Divisões e a Taça de Portugal.

 

O Campeonato do Mundo de Futebol Feminino é a competição mais importante no futebol internacional para mulheres. Organizado pela FIFA, o órgão controlador deste desporto, o torneio do Campeonato do Mundo foi realizado pela primeira vez em 1991. A prova reúne 16 selecções femininas a cada quatro anos, para competir pelo Campeonato do Mundo de Futebol Feminino. O campeonato surgiu como ideia dos oficiais da FIFA durante o Campeonato do Mundo de 1986 no México. Os Campeonatos do Mundo Femininos de 1999 e 2003 foram ambos realizados nos Estados Unidos e em 2003 a China deveria ter sido a sede da competição, mas o local da competição foi alterado devido à epidemia de “gripe das aves” (SARS). Como compensação, a China manteve a sua classificação automática para a edição de 2003 e recebeu a edição de 2007.

 

Um dos momentos mais famosos dos campeonatos do mundo (mais pelo destaque dado pela comunicação social) ocorreu quando Brandi Chastain tirou a sua camisola e deslizou de joelhos, mostrando seu soutien desportivo na comemoração de uma grande penalidade convertida que decidiu a vitória na final contra a China em 1999, numa manifestação de pura alegria e prazer sem complexos, afinal algo fundamental num jogo.

 

Entretanto, o crescimento do número de praticantes femininas, particularmente na Europa, Ásia e América do Norte, estão a converter a modalidade num dos desportos com maior crescimento e praticantes do sexo feminino em todo o mundo. E não só no número de praticantes, mas em muitos outros aspectos, como o número de adeptos, de treinadores, a organização, os patrocínios, a cobertura pelos meios de comunicação, se regista um crescimento considerável. Inclusive a ciência começou a interessar-se cada vez mais pelo futebol no feminino, exemplo disto a realização do primeiro Congresso Internacional de Futebol Feminino numa universidade britânica organizado pelo Instituto Internacional de Futebol (IIF), fundado em 2003 ( para mais informação clique aqui  ).

 

Adaptado de Wikipedia e de “A mulher, o Futebol e a Europa” - Kevin Moore, Director do IIF.

 

 

 

2.

EQUIPA DE FUTEBOL FEMININO DA A. R. C. DA VÁRZEA 

2007/08

 

Equipa Técnica

 

Treinadora

Treinadora

Alfredina Seabra Silva

 

  

Treinadora-adjunta 

Treinadora-Adjunta

Anabela Silva (Bé)

  

 

Directora desportiva 

Directora Desportiva

Jacinta Pedro (Tita) 

 

 

 

 

Jogadoras

 

 

 

 A carregar a imagem